2ª EDIÇÃO DA REVISTA CANJERÊ

Um pouco da África em Minas Gerais: é assim que eu resumiria o Centro Cultural Casa África, um local aconchegante, com pratos e bebidas deliciosos, música da mais alta qualidade e excelente atendimento, criado pelo cônsul do Senegal no Brasil, o Ibrahima Gaye.

Foi lá que aconteceu, no dia 5 de dezembro de 2015, o lançamento da 2ª edição da Revista Canjerê. Esta revista tem como objetivo promover a cultura afro-brasileira, através de artigos que valorizem os trabalhos realizados pelos afro-brasileiros.

Eu particularmente, ainda não conhecia a revista e foi um grande prazer estar ali e poder entrevistar a querida e imponente Rosália Diogo, assim como o alegre e talentoso artista plástico Marcial Ávila, que idealizaram esta mídia negra, realizado pelo Instituto Casarão das Artes. Esta revista neste momento não visa fins lucrativos, mas somente a divulgação e promoção da cultura afro-brasileira, através da distribuição gratuita dos exemplares feitos com a verba existente e também através da versão virtual, que é acessível a todos pelo link: http://www.tradicaoplanalto.com.br/canjere.html

Deixo aqui a entrevista concedida pela Rosália Diogo, onde ela explica melhor sobre o projeto:


Além do lançamento da revista, também estava acontecendo a noite de autógrafo do livro Bino – o menino africano da cor de algodão”, que pode ser adquirido diretamente com a editora Mazza Edições. Este livro foi idealizado pelo autor e artista plástico Marcial Ávila aos seus 17 anos de idade e somente agora lançado em parceria autoral com a professora, escritora e mestre em educação Rosa Margarida de Carvalho Rocha. Marcial nos conta que teve grande preocupação em ter como companheira de escrita sua amiga Rosa Margarida, pois, além dela ter uma visão didática de uma educadora, ela, como mulher negra, poderia apontar possíveis “falhas na comunicação racial” do livro. Fiz questão de adquirir o livro, pois realmente me interessei pelo trabalho. Pedi que a dedicatória do livro fosse direcionado à minha filha de 5 anos, pois é ela o principal alvo do meu trabalho de conscientização racial. Deixo aqui a entrevista concedida pelo Marcial Ávila. Ele fala um pouco sobre sua história, sua ligação com a ancestralidade africana e sobre o livro:


Bem... E, para finalizar com chave de ouro, jamais poderia deixar de citar que esta noite não teria sido tão agradável se não tivesse sido desfrutada ao lado do meu esposo, do meu amigo Paulo Ferreira Moura Junior e também de duas queridas do Clube das Blogueiras Negras de BH (do qual passei a fazer parte este mês – é... está faltando escrever sobre isto!): a Sheila Mathias do Blog Negras do Brasil e a Daniely Mendes do Blog Danny Mendes.





Convido vocês a participarem um pouco do evento, conferindo algumas fotos em minha página do facebook !

Sheilla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram